Classificação IndicativaLivro: A Era de Ouro do Pornô
Autor: Zeka Sixx
Gênero: Pornô
Páginas:160

Sinopse: Max tem vinte e nove anos e mora sozinho em um apartamento em Porto Alegre. Faz bicos como tradutor e sonha em ser escritor, enquanto passa os dias bebendo, esperando o fim de um bloqueio criativo que o aflige há três anos. Você já leu essa história milhares de vezes, certo? Não exatamente. “A Era de Ouro do Pornô”, primeiro romance de Zeka Sixx, autor do livro de contos “O Caminho dos Excessos” (Edição do Autor, 2015), parte de uma premissa aparentemente batida para se revelar uma fábula maldita, encharcada em álcool, sexo, cultura pop e niilismo. Mais do que Max, o anti-herói central, é a cidade de Porto Alegre, com seus habitantes – do sexo feminino, em especial -, o verdadeiro personagem do romance. O enredo se desdobra como uma montanha-russa, indo do sonho ao pesadelo num virar de página. “A Era de Ouro do Pornô” é uma sátira a uma geração que colocou sobre seus próprios ombros a necessidade de ser criativamente relevante.

Pelo título e arte de capa o caro leitor já pode perceber a premissa do livro “A Era de Ouro do Pornô”, então só recomendo o livro e a resenha para quem não carrega preconceito literário e se por acaso tem algum está na hora de deixar de bobeira e se deliciar com a estória de Max.
Max tem 29 anos, é um anti-herói, alcoólatra e com uma compulsão sexual fora de série. O fanfarrão se mantém com o trabalho de tradutor e espera o grande ápice de inspiração para continuar a escrever seu livro.
Um nômade nas noites porto-alegrense, Max é do estilo não se apega não. Cada noite é uma nova aventura que ele torce para terminar com uma “foda”. Tudo é narrado de forma
sarcástica e bem humorada. Como seu breve relacionamento com sua vizinha que já passou da meia idade.
O enredo mantém alguns flashback com o passado em que Max viveu na Califórnia, onde se envolveu com Danielle, que é a musa inspirado de seu inacabado livro. Ele traz estas lembranças com  carinho e saudosismo, o que demostra que este foi um relacionamento que marcou o personagem.
Algo que me chamou a atenção no livro é a citação de lugares, atores e filmes com contextos eróticos. Como curiosa que sou fui as pesquisas e notei que o autor fez a lição de casa, uma vez que as informações citadas são verídicas. O livro é despretensioso, com muito sexo explícito, regado de bebida e que tem como cenário a velha Porto Alegre, mas diferente das que estamos habituados a ver, ele vai nos mostrar o seu “submundo”, o que acontece em suas noites aforas. Um ponto alto do livro é o gosto musical de Max, me identifiquei e como gosto de ler ouvido música procurei alguns dos sons mencionados por ele, minhas preferidas são: There’s a Light That Never Goes Out – The Smiths, Modern Love – David Bowie e Somebody Put Something in my Drink – Ramones.
No geral a leitura é fluída, em todo momento estamos diante de um novo cenário, de uma nova situação e o final inesperado nos da a impressão, ou desejo mesmo, que o livro tenha uma continuação.

Sobre o autor:


Zeka Sixx é gaúcho, tem trinta e três anos e mora em Porto Alegre/RS. É advogado, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, DJ nas horas vagas e estreou na literatura em 2015, com o livro de contos “O Caminho dos Excessos”. “A Era de Ouro do Pornô” (2016, Editora Multifoco) é sua estreia na narrativa longa.

Vendas:Aqui
Skoob: Aqui
Site: Aqui

0 thoughts on “A Era de Ouro do Pornô

Deixe uma resposta