José Maria de Eça de Queiroz, nascido em Portugal no ano de 1845, foi um importante romancista do século XIX, um dos pioneiros da literatura realista em Portugal. Foi advogado e fez carreira diplomática. Espirituoso, feroz e anticlerical, Eça possui inigualável veia satírica e mordacidade, além de ser hábil caricaturista. Sua ironia chega a ser cáustica, demolidora.

Possui vários trabalhos publicados, inclusive muitas obras póstumas.
Alguns dos mais conhecidos são:

O Crime do Padre Amaro (1875)

Uma das minhas atuais leituras, sem dúvida uma critica ao clero e sua supremacia sobre os devotos.

O Primo Basílio (1878)

Desta vez a critica realista do autor é contra a burguesia.
As personagens de O Primo Basílio podem ser consideradas o protótipo da futilidade, da ociosidade daquela sociedade.






Os Maias (1888)

Vai abordar assuntos como incesto, luxúria, corrupção, boêmia entre outros. Não preciso dizer que vimos na TV uma minissérie inspirada neste romance.

 

Tenho certeza que ao menos uma obra do autor o caro leitor já leu, nem que seja por obrigação nos tempos de escola. Eu estou relendo O Crime do Padre Amaro e a obra é perfeita e desafiadora para a época em que foi escrita, engraçado que quando li porque uma professora pediu não dei a minima rsrs. Vai entender!

*Fonte: Wikipédia e Google.

0 thoughts on “Eça de Queiroz.

  1. Olá, Camila.
    Excelente lembrança. Infelizmente quando o pessoal vê nomes como o dele, já entra aquele eu não gosto de clássicos. Mas não custa dar uma chance. Eu li Os Maias e amei o livro.

    Blog Prefácio

Deixe uma resposta